Trabalho de alunos e professora da Medicina UNIFAGOC é aprovado em 1º lugar em Congresso


 

O trabalho científico "Hospitalização e Fatores Associados em Idosos da Zona da Mata Mineira, Brasil, 2016-2018" produzido por alunos de Medicina sob a orientação da professora da graduação e diretora do curso de Enfermagem do UNIFAGOC, France Araújo Coelho, foi aprovado em 1º lugar no XI Congresso de Geriatria e Gerontologia do Estado do Rio de Janeiro 2022 (GeriatRio).

 

O estudo faz parte de Projeto de Iniciação Científica conduzido pelos acadêmicos Juliano Bergamaschine Mata Diz, ex-aluno do UNIFAGOC, e Geovani da Silva Bhering, estudante do 10° período.

 

France conta que esse trabalho foi estudo ecológico e descritivo-analítico que investigou o perfil epidemiológico e fatores associados às hospitalizações em idosos da Zona da Mata Mineira, incluindo dados de 83 municípios pertencentes às Regionais de Saúde de Juiz de Fora, Ubá e Leopoldina, durante o triênio 2016–2018.

 

A diretora diz que o trabalho foi submetido e aprovado para apresentação oral no GeriatRio 2022, organizado pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – Estadual Rio de Janeiro (SBGG-RJ), realizado entre os dias 17 e 20 de outubro.

 

O evento ocorreu de forma híbrida, sendo a apresentação oral realizada em 15 minutos por meio da plataforma Zoom, com acesso aberto aos participantes do Congresso e presença de quatro avaliadores.

 

Os resultados apresentados chamaram a atenção pela alta carga de hospitalizações em idosos, principalmente, no sexo masculino, as internações por condições evitáveis na atenção primária à saúde, a mortalidade hospitalar por doenças respiratórias e cardiovasculares e o enorme custo financeiro decorrente das hospitalizações, cujo valor total foi superior a R$ 200 mil por dia no triênio avaliado. Os avaliadores destacaram a importância da diversidade de temas apresentados, trazendo dados locais de diversas regiões do país”, explica a docente.

 

France destaca que o trabalho foi premiado em primeiro lugar dentre 15 trabalhos apresentados na modalidade oral.

 

Ressalta-se que o estudo na íntegra foi previamente aceito no periódico ABCS Health Sciences (Arquivos Brasileiros de Ciências da Saúde), com publicação prevista para o primeiro semestre de 2023”, comenta a diretora.